UPE entrega títulos de Doutor Honoris Causa e Professor Emérito a três expoentes da engenharia pernambucana

A Universidade de Pernambuco vai homenagear três professores que deixaram suas marcas na história da engenharia brasileira e na Escola Politécnica (Poli), dois deles in memoriam e um que chegou a ser reitor da UPE entre 2007 e 2014.

Jaime de Azevedo Gusmão Filho (in memoriam) receberá o título de Doutor Honoris Causa. Já Carlos Fernando de Araújo Calado e Milton de Oliveira Santos (in memoriam) serão agraciados com o título de Professor Emérito.

A solenidade de entrega das comendas a Carlos Calado e aos familiares dos outros dois homenageados acontecerá nesta sexta-feira (12), às 10h, na sede da reitoria. A cerimônia será transmitida ao vivo pelo canal UPE nas Redes no YouTube.

Falecido em 2013, o professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e engenheiro Jaime Gusmão será o 15º nome a integrar a lista de Doutores Honoris Causa da UPE, pelos “relevantes serviços prestados à Engenharia Geotécnica e à Geologia de Engenharia no Brasil”.

Já o título de Professor Emérito é concedido aos docentes aposentados do quadro da UPE que tenham se destacado ao longo da sua carreira de magistério, de acordo com o artigo 93 do estatuto da universidade. Carlos Calado e Milton de Oliveira Santos (falecido em 2000) passam a integrar este seleto grupo.


JAIME GUSMÃO

Nascido em 6 de janeiro de 1932 na cidade de Caruaru, Jaime de Azevedo Gusmão Filho foi engenheiro civil formado pela Escola de Engenharia da Universidade Federal de Pernambuco em 1954, sendo o laureado da sua turma.

Depois de ter feito o primeiro curso de Especialização em Engenharia de Solos realizado no Brasil (no Rio de Janeiro, em 1955), e de ter estudado entre 1958 e 1960 na Universidade de Illinois, em Chicago, onde fez seu mestrado em Mecânica dos Solos e Fundações, retornou a Pernambuco e ingressou como professor na UFPE no Departamento de Engenharia Civil, onde lecionou até o seu falecimento em 2013.

Ele foi também um dos fundadores do Curso de Geologia e do Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil. Na UFPE, foi livre docente, professor titular e recebeu o título de professor emérito.

Jaime Gusmão foi presidente do Clube de Engenharia de Pernambuco, do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PE) da e Empresa de Urbanização do Recife, onde implantou um modelo de gestão de riscos em encostas urbanas que é até hoje uma referência em todo o Brasil.

Ganhou os prêmios Manuel da Rocha (ABMS) e Victor Leinz (ABGE) e publicou 10 livros e mais de 100 artigos técnicos em revistas e anais de eventos nacionais e internacionais. Faleceu no dia 1º de janeiro de 2013, aos 81 anos, após uma parada respiratória.

CARLOS FERNANDO DE ARAÚJO CALADO

Nascido no Recife em 17 de julho de 1952, possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Pernambuco (1970 a 1974), doutorado em engenharia civil pela Universidade do Minho, Portugal (2010 a 2015), especialização em Estruturas pela COPPE/UFRJ (1976 a 1977) e especialização em concreto protendido na Compagnie Francaise D'Etudes Et de Construction, França (1978 a 1979).

Foi diretor adjunto do Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (1987 a 1991) e secretário de Infraestrutura da Prefeitura de Olinda (1993 a 1996).

Na Universidade de Pernambuco, exerceu o cargo de Pró-Reitor de Planejamento (1999 a 2002) e diretor da Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco (2002 a 2006) antes se tornar reitor pelo período de 2007 a 2014.

Atualmente, desde agosto de 2019, exerce o cargo de diretor da Faculdade Senac de Pernambuco.

MILTON DE OLIVEIRA SANTOS

Natural do Recife, onde nasceu em 30 de março de 1936, Milton de Oliveira Santos era graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e licenciado e bacharel em Matemática pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap).

Foi admitido como professor da Poli/UPE quando tinha 30 anos de idade, em 1° de setembro de 1966. Aposentou-se em 26 de março de 1998. Seu falecimento ocorreu em 14 de julho de 2000.

Por 32 anos, Milton Santos foi professor titular da Poli nas disciplinas de Cálculo 2, Eletricidade e Instalações Elétricas.

Além da sala de aula, contribuiu na vida acadêmica participando de diversas gestões do departamento básico, congregação da escola e demais colegiados da Poli.

Ele foi professor dos cursos de Matemática e Engenharia na Unicap. Também foi professor de Matemática na UFPE. Ensinou ainda esta disciplina em colégios públicos e privados e foi engenheiro eletricista da Prefeitura do Recife.

Foi casado com Lenira Barbosa Santos, com quem teve três filhos e uma filha: Luciana Santos, atual vice-governadora de Pernambuco.

Participe de votação para ajudar três projetos da UPE a conseguir recursos de emendas parlamentares

 

Três projetos da Universidade de Pernambuco concorrem a recursos públicos provenientes de emendas parlamentares em processo de escolha pública.

A votação ocorre até o sábado (13) e é preciso atingir a marca de mil cliques para ter mais chances de assegurar as verbas. Os resultados serão divulgados no dia 15.

A iniciativa é do deputado federal Túlio Gadelha (PDT-PE), que pretende distribuir os R$ 16 milhões da sua cota às propostas mais votadas.

A comunidade acadêmica da UPE pode participar utilizando um e-mail válido para confirmar a escolha. O site oficial é https://tuliogadelha.com/.

Entre os mais de 180 projetos inscritos e que foram aprovados em análise técnica, a Universidade de Pernambuco tem três propostas que concorrem em faixas diferentes: até R$ 150 mil, até R$ 500 mil e até R$ 1,5 milhão.

Criamos um link específico para cada projeto da UPE. Confira as descrições e vote. Sua participação é importante para fazer a universidade mais presente em todo o estado e para todas as pessoas.

CONFIRA OS PROJETOS

* Pobreza em números e gente: vigilância socioassistencial na Mata Sul (até R$ 150 mil)

Objetivo: A importância social deste estudo responde as necessidades dos órgãos públicos no que diz respeito à identificação de dados sólidos que consigam mapear a realidade da pobreza garantindo dados consistentes a partir de uma ferramenta gratuita e que poderá ser replicada a partir deste contexto de experiência piloto nos municípios selecionados da Mata Sul pernambucana. Os dados referentes à pobreza e extrema pobreza do estado de Pernambuco em 38%, de acordo com os dados do cadastro único da Vigilância Socioassistencial e sua inconsistência entre a população rural e urbana, poderão ser corrigidos mediante um instrumento tecnológico e com um referencial metodológico que favoreça um mapeamento mais completo.

Público-alvo: Moradores da Zona da Mata Sul de Pernambuco, beneficiários do bolsa família, auxílio emergencial, trabalhadores informais.

Link: bit.ly/pobrezape

* Museu Digital de História Ambiental e Comunidades Tradicionais do Rio Opará (até R$ 500 mil)

Objetivo: Criar caminhos necessários para que o Rio São Francisco seja reconhecido e registrado na Unesco como Patrimônio Mundial Natural no Brasil. Para tanto se propõe a criação de um Museu Digital sobre a história, memória documental manuscrita, impressa e oral do ambiente natural rico e complexo, nos aspectos da biodiversidade e das riquezas étnicas do grande Rio Opará (São Francisco).

Público-alvo: Comunidades tradicionais indígenas e quilombolas, estudantes das escolas públicas de Pernambuco, especialmente os que são banhados pelo Rio São Francisco. Sociedade pernambucana em geral, que serão beneficiados com um rico Museu Virtual sobre a história ambiental e etnohistórica do Rio São Francisco.

Link: bit.ly/museupe

* Aquisição de mamógrafo com estereografia para o Hospital Universitário Oswaldo Cruz (até R$ 1,5 milhão)

Objetivo: Aquisição de um mamógrafo com estereografia para a Unidade Hospitalar Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC/UPE). A posse do referido equipamento permitirá maior segurança no pré-operatório de pacientes a serem submetidos aos procedimentos de cirurgia para retirada de nódulos e/ou mastectomia e realização de biópsias em lesões mamárias.

Público-alvo: Pacientes de todas as regiões do estado de Pernambuco, vindo em busca dos referidos procedimentos e atendimento em diversas áreas de saúde, principalmente na área de mastectomia.

Link: bit.ly/emenda2021

Pediatras da UPE são homenageadas em congresso brasileiro

As pediatras e professoras da Universidade de Pernambuco (UPE) Ângela Rocha e Analíria Pimentel foram homenageadas durante a abertura, na última quinta-feira (04.11), do 21º Congresso Brasileiro de Infectologia Pediátrica realizado pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). O evento foi totalmente online.

A homenagem foi em reconhecimento ao trabalho prestado e a contribuição das duas docentes para o desenvolvimento da infectologia pediátrica brasileira. A edição 2021 do evento focou em temas pertinentes à infectologia pediátrica, incluindo o enfrentamento da pandemia de COVID-19 e as atualizações sobre imunização.

Saiba mais sobre as homenageadas:

Ângela Rocha é professora adjunta e regente da disciplina de Doenças Infecciosas e Parasitárias da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco. Além de ser Coordenadora do Setor de Doenças Infecciosas e Parasitárias Infantil do Hospital Universitário Oswaldo Cruz e do Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE). 

Leia mais...

Comissão Própria de Avaliação da UPE convida comunidade acadêmica a preencher formulário até 25 de novembro

A Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Universidade de Pernambuco alerta que termina no dia 25 de novembro o prazo para o envio dos formulários que devem ser preenchidos por toda a comunidade acadêmica para análise do plano institucional da UPE.
 
Devem participar alunos (graduação e pós-graduação), egressos (graduação e pós-graduação), professores (efetivos e temporários) e servidores de todos os níveis de ensino (efetivos, terceirizados e estagiários).
 
O link do formulário é: https://forms.gle/KDAVAMk29xQQYSFN9.
 
O tempo previsto de preenchimento é de apenas dez minutos. São somente duas páginas, uma com perguntas gerais e outra com perguntas mais específicas.
As respostas são anônimas. O mais importante é que o resultado retrate a visão da comunidade acadêmica.
 
Neste ano, os pontos de avaliação são: "Missão e Plano de Desenvolvimento Institucional"; "Política de Pessoal" e "Políticas de Ensino, Pesquisa e Extensão".
Maiores esclarecimentos podem ser obtidos através de mensagem para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Os relatórios dos anos anteriores estão disponíveis no site www.upe.br/cpa.

Evento com especialistas do Procape antecipa debate sobre saúde digital, tema do VI Simpósio do Complexo Hospitalar da Universidade de Pernambuco

Programado para abril de 2022, o VI Simpósio do Complexo Hospitalar da Universidade de Pernambuco terá uma pré-estreia nesta quinta-feira (11) com um debate virtual sobre os desafios e oportunidades da saúde digital, o tema principal do evento.

Com transmissão pelo YouTube (bit.ly/3w9CTI0), as professoras Simone Muniz e Sandra Vespasiano, que integram o Complexo Hospitalar da UPE como profissionais do Pronto-socorro Cardiológico de Pernambuco, serão as palestrantes convidadas. O evento terá a coordenação e moderação da doutora Isly Lucena, também ligada ao Procape.

O "primeiro pré-simpósio" terá duração prevista de uma hora e meia, começando às 11h. O objetivo é abordar o tema que é considerado um dos grandes desafios vividos pelos profissionais de saúde nestes tempos de pandemia.

A própria data de realização do VI Simpósio do Complexo Hospitalar da UPE teve que ser postergada para o próximo ano em virtude do impacto da Covid-19.

O VI Simpósio acontecerá nos dias 6 a 9 de abril de 2022, em formato híbrido (presencial e virtual).

Os trabalhos científicos devem ser enviados para avaliação até 15 de fevereiro de 2022. O edital e as instruções para submissão estão disponíveis no site http://www.simposioch.upe.br/.

O evento é voltado para os servidores técnico–administrativos, docentes e discentes do Complexo Hospitalar e de toda a UPE, mas também é aberto ao público externo em geral.

Os temas abordados e que serão publicados posteriormente nos anais do evento envolvem as áreas da Saúde, Enfermagem, Saúde Coletiva, Medicina, Odontologia, Farmácia, Nutrição, Fonoaudiologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Psicologia, Educação Física, Ciências Biológicas, Biomedicina e Educação em Saúde.