UPE aprova concessão de título de Professor Emérito a José Thadeu Pinheiro

O docente aposentado da Faculdade de Odontologia de Pernambuco (FOP) José Thadeu Pinheiro receberá o título de Professor Emérito da Universidade de Pernambuco.

A resolução foi aprovada pelo Conselho Universitário (CONSUN) da UPE em reunião realizada no dia 27 de outubro, recebendo o número 038/2021.

Trata-se de reconhecimento público ao profissional que continua prestando relevantes serviços à FOP/UPE e participando da formação de novos dentistas.

Nascido em 1953 em Açu, no Rio Grande do Norte, José Thadeu Pinheiro teve toda a sua formação realizada na FOP/UPE. Foi nesta faculdade que graduou-se bacharel em Odontologia no ano de 1977.

Concluiu o seu mestrado em 1981 e seu doutorado em 1993, ambos em Dentística e Endodontia na FOP/UPE, onde foi professor adjunto da disciplina de Endodontia até a sua aposentadoria em 2013.

Antes de se retirar, foi ainda chefe do Departamento de Odontologia Restauradora. 

José Thadeu Pinheiro permanece atuando como professor titular da disciplina de Endodontia na Universidade Federal de Pernambuco. Na UFPE também foi diretor do Centro de Ciências da Saúde (CCS).

Com vasta literatura publicada na área de Ética na Prática Odontológica e na Pesquisa Científica e Biossegurança, ele foi presidente do Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco (CRO-PE) e Tesoureiro de Associação Brasileira de Odontologia Seção Pernambuco (ABO-PE).

Atualmente, ele tem assento na Comissão Central da Associação Brasileira de Ensino Odontológico (Abeno).

Na defesa da concessão do título de Professor Emérito, a direção da FOP/UPE registrou que, "durante o processo de mudança do Campus Camaragibe no período 2019/2020, José Thadeu Pinheiro foi um grande parceiro da instituição, não medindo esforços desde o primeiro momento para buscar soluções, sendo um articulador fundamental para alocar temporariamente algumas disciplinas da FOP na Faculdade de Odontologia da UFPE".

A cerimônia de entrega será no dia 30 de novembro, às 10h, dentro das comemorações dos 30 anos de criação da UPE.

Doutorando em Odontologia da UPE representará o Brasil em encontro com vencedores do Prêmio Nobel

Um doutorando em Odontologia da Universidade de Pernambuco vai participar de um encontro promovido pela Nobel Foundation e Academia Brasileira de Ciências com a presença de quatro cientistas ganhadores do prêmio em Medicina, Química e Física.

João Luiz Gomes Carneiro Monteiro integra a lista de 80 estudantes selecionados para o evento United by Science - Nobel Prize Dialogue Latin America and the Caribbean, onde terão a oportunidade de falar sobre suas experiências como jovens pesquisadores.

Cirurgião-dentista, formado na Universidade de Pernambuco (UPE) em 2013, João Monteiro é matriculado no programa stricto sensu coordenado pelo Departamento de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial da Faculdade de Odontologia de Pernambuco (FOP/UPE).

Orientada no doutorado pelo professor Belmiro Vasconcelos, a sua tese abordará o uso de biomateriais com nanotecnologia visando o tratamento de artroses e degenerações de superfícies articulares, em especial a articulação temporomandibular. Uma vez instalada, esta doença leva a dor articular, disfunções auditivas, cefaleias, distúrbios da mastigação, do sono e prejuízo à qualidade de vida dos pacientes.

João Monteiro representará o país neste meeting virtual indicado pela Academia Brasileira de Ciências.

"Participar do evento United by Science é um estímulo para seguir como pesquisador com o intuito de desvendar os desafios do futuro da humanidade junto com outros pesquisadores apaixonados pelo que fazem", disse.

Elisabeth Blackburn, vencedora do Prêmio Nobel de Medicina em 2009, será a moderadora do evento, que terá cinco mesas-redondas simultâneas com os estudantes da América Latina e Caribe e os outros laureados com o Prêmio Nobel (Emmanuelle Charpentier, Química 2020; Bernard Feringa, Química 2016; e Saul Perlmutter, Física 2011).

As mesas-redondas acontecerão nos dias 8 e 9 de novembro. O encontro será gravado e transmitido oficialmente em 16 de novembro, das 13h às 16h (horário de Brasília).

Toda a interação entre estudantes e os ganhadores do Prêmio Nobel será em inglês, sem tradução simultânea.

Os estudantes universitários serão convidados a abordar questões que incluem as responsabilidades dos cientistas, estratégias para a defesa da ciência, o poder da colaboração e as mais amplas implicações sociais desses temas.

"Nos últimos anos, a UPE galgou espaços diferenciados em rankings internacionais e esse caminho não tem volta. É investir na formação de recursos humanos e nas pesquisas científicas de ponta", afirmou o professor Belmiro Vasconcelos.

Secretário de CTI, Lucas Ramos, abre Campus Party Petrolina e anuncia edição descentralizada em todo o Estado em 2022

Petrolina, no Sertão do São Francisco, será o polo geek mundial até o sábado, dia 30 de outubro. Isto porque, pela primeira vez na história, a cidade está recebendo uma edição da Campus Party. A abertura aconteceu na noite da última quinta-feira (28) na Univasf e foi recheada de simbologia: o sertão pernambucano é o primeiro local do mundo a receber a feira em formato híbrido – digital e presencial – neste processo de retomada das atividades sociais. E foi palco do anúncio oficial para a edição 2022 da Campus Party Pernambuco, versão do evento que irá acontecer de forma descentralizada, ocupando todas as regiões de desenvolvimento do Estado simultaneamente.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lucas Ramos, celebrou o sucesso do evento, que teve apoio fundamental da SECTI para sua realização juntamente com o Sebrae Pernambuco. Ramos, que é petrolinense, falou das políticas consolidadas da secretaria para a interiorização de CTI, afirmando que a chegada do evento à Petrolina representa a assertividade dessas ações. “O Sertão marca o retorno mundial da Campus Party. Isto mostra o quanto somos capazes de receber iniciativas como esta, graças ao nosso compromisso de investir cada vez mais neste processo do Sertão ao Litoral pernambucano”, falou.

Ao lado de Francesco Farruggia, fundador do evento, Lucas Ramos anunciou a edição da feira no segundo semestre 2022 em nosso Estado. “O evento irá mobilizar Pernambuco por inteiro, acontecendo de forma descentralizada em todas as regiões de desenvolvimento, sendo o Recife ponto de convergência para as principais atividades presenciais”, assinalou, completando que a SECTI entrará como grande parceira, disponibilizando instalações, além de buscar parceiros e articular junto a patrocinadores recursos para realização do evento. 

Leia mais...

Campus Petrolina comemora 53 anos de atividades desde a época da Faculdade de Formação de Professores

 

Criada pela lei municipal nº 31 de 29 de outubro de 1968, a Faculdade de Formação de Professores de Petrolina comemora 53 anos transformada no Campus Petrolina da Universidade de Pernambuco.

A instituição foi incorporada à Fundação de Ensino Superior de Pernambuco (FESP) em 1978. Em 1991, com a criação da UPE, tornou-se o centro de ensino superior público estadual do Sertão do São Francisco.

O objetivo inicial era de formar professores a realizar ensino de qualidade. Em 1978, os cursos foram convertidos em Licenciatura Plena com oito períodos.

O primeiro vestibular ocorreu em janeiro de 1979. As vagas eram para os cursos de Letras com Habilitação em Português/Inglês, Ciências nas Habilitações Matemática e Biologia, História e Geografia.

Em 1988 foi implantado o Curso de Pedagogia. Em 2006 surgiram os cursos de bacharelado em Enfermagem e Fisioterapia, os primeiros da área de saúde. Nutrição iniciou suas atividades em 2010.

O Campus Petrolina da UPE cumpre sua missão de promover ensino, pesquisa e extensão.

Empresa pernambucana referência em Inteligência Artificial promove meetup online em parceria com a UPE

A Neurotech, empresa pernambucana referência nacional em soluções de Inteligência Artificial e Big Data para tomada de decisão, promove na próxima quarta-feira (3/11), às 16h30, o seu primeiro meetup online em parceria com a Universidade de Pernambuco (UPE).

Voltado a estudantes e professores de cursos da área de Computação da UPE, o evento é gratuito e terá como tema "API REST Java com Spring Boot - Saiba como a Neurotech usa na prática para dar mais agilidade às entregas".

A condução será de Rafael Mendes, bacharel em Sistemas de Informação, pós-graduado em Desenvolvimento de Jogos Digitais e analista de desenvolvimento sênior na empresa. Para participar, as pessoas interessadas precisam fazer sua inscrição neste link: https://bit.ly/meetupneurotech-upe.

O encontro faz parte das ações do Vem pra Neuro, programa de atração de talentos da Neurotech. A proposta do formato meetup é de um evento leve e descontraído, que promove mais aproximação entre os participantes.

A dinâmica segue o movimento de startups, em que meetups são promovidos de forma recorrente para empreendedores fortalecerem suas redes de contato (networking), em torno de um tema relevante para o grupo.

Com 19 anos de atuação, a Neurotech tornou-se especialista na criação de soluções avançadas de Inteligência Artificial e Big Data que transformam dados dispersos em informações relevantes para empresas tomarem decisões.

Atualmente, a empresa conta com mais de 280 colaboradores, tem mais de 180 clientes e é referência nacional em seu segmento, especialmente nas áreas de crédito, varejo, seguros automotivos e no mercado financeiro. Saiba mais em www.neurotech.com.br.