Nota sobre a Avalição da UPE

Estudantes, servidores técnicos e docentes, sociedade pernambucana, saudações acadêmicas!

Apesar dos limites de financiamento, a nossa Universidade de Pernambuco (UPE), não corre risco de ter o seu status rebaixado de Universidade para Centro Universitário.

No dia 25 de setembro de 2015, foi realizada mesa redonda na Seção Sindical dos Docentes da UPE (Adupe), que teve como tema: “Análise de conjuntura: o impacto da crise na Universidade de Pernambuco”, com a participação do Reitor da UPE, Prof. Pedro Falcão, a Secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, Lúcia Melo e o presidente da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), Paulo Rubem, discutindo a temática das dificuldades financeiras do ano atípico que está em curso. Inclusive, fazendo referencia à avaliação institucional e o seu impacto na UPE.

Nesse sentido, a UPE, que fez a opção de ser avaliada pelo critério federal, esclarece que atende a Resolução no 10, de 11/03/2002, do Conselho Nacional de Educação (CNE), que determina as normas e os procedimentos para o credenciamento e o recredenciamento das Universidades do sistema federal de ensino, e cumpre esses critérios de forma satisfatória e imperiosa, conforme as oito exigências descritas no quadro abaixo:

INDICADORES EXIGIDOS

REALIDADE NA UPE

1/3 dos docentes com mestrado e doutorado

Total de docentes: 936

Docentes Doutores e Mestres: 83,4%

1/3 de docentes em regime integral – 40 horas

Total de docentes: 936

Docentes em regime integral (40h): 91,3%

4 mestrados e 2 doutorados

17 mestrados e 5 doutorados

IGC (Índice Geral de Curso) - igual ou superior a 4,0 (INEP)

A UPE tem seu IGC satisfatório, aguardando o novo índice em dezembro de 2015

Oferta regular de, no mínimo, 60% dos cursos de graduação reconhecidos ou em processo de reconhecimento.

Total de cursos: 54 cursos

72% reconhecidos

28% em processo de reconhecimento por serem cursos novos

Compatibilidade do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) com o Estatuto da Universidade

O PDI da UPE (2013-2018) é compatível com o Estatuto da universidade aprovado em 2009.

 

A instituição não pode ter sofrido, nos últimos 5 anos penalidades no artigo 46 da LDB (lei nº 9394/1996)

A UPE nunca sofreu qualquer penalidade

Afirmamos que a Universidade de Pernambuco tem crescido de forma sistemática no campo da avaliação institucional.

Temos certeza dos esforços que estão sendo realizados pela comunidade acadêmica para o cumprimento, com qualidade, da sua missão que é a de contribuir para o desenvolvimento sustentável do Estado através do ensino, da pesquisa e da extensão.

 

Prof. Pedro Falcão & Profa. Socorro Cavalcanti

Reitoria da Universidade de Pernambuco